03/12/2013 -Debate do Coletivo de Candidatos ao Conselho Participativo da Subprefeitura de Pinheiros.

 

Debate do Coletivo de Candidatos ao Conselho Participativo da Subprefeitura de Pinheiros.

A Associação Casa da Cidade, realizou nos últimos 2 meses, de maneira ampla e participativa, debates e reuniões com parceiros, associados e frequentadores, sobre as eleições do Conselho Participativo da Subprefeitura de Pinheiros.

Ao longo do processo, após debates e apresentações, se constituiu um Coletivo de Candidatos ao Conselho Participativo da Subprefeitura de Pinheiros. Esses candidatos, além de se unirem em torno da candidatura, conseguiram de forma coesa apresentar uma única carta de compromissos como conselheiros.

A carta está disponível no final deste texto!

Dessa forma, iremos realizar um debate para apresentar esses candidatos para toda a população paulistana.

Será dia 03/12/13, terça-feira, as 19h00, na Casa da Cidade.

Os candidatos do Coletivo são:
CARLA JD EDITHE ……………. 89.007…Pinheiros
CECILIA LOTUFO…………….. 89.009…Alto de Pinheiros
DELMAR MATTES …………….. 89.013…Pinheiros
EDUARDO FIDEL …………….. 89.014…Itaim Bibi
LEONARDO PIACENTINI……… 89.022…Pinheiros
MADALENA BUZZO…………… 89.024…Alto de Pinheiros
MOIRA VASCONCELLOS……… 89.033…Jardim Paulista
PEDRO HENRIQUE CAMPOS…. 89.034…Pinheiros
VERA LUCIA FIGUEIREDO……. 89.046…Pinheiros.

Contamos com a sua presença para enriquecer nosso debate!!

E não se esqueçam de votar ao Conselho Participativo, as eleições serão no dia 08 de dezembro, confira seu local de votação aqui: http://conselhoparticipativo.prefeitura.sp.gov.br/
CARTA DO COLETIVO DE CANDIDATOS
DA SUBPREFEITURA DE PINHEIROS

Em setembro de 2013, a Prefeitura Municipal de São Paulo instituiu o Conselho Participativo Municipal. Este conselho, que coroa anos de luta pela participação qualificada dos cidadãos comuns, será um importante recurso de transformação de nossa sociedade. Trata-se de uma oportunidade única de participarmos das decisões que envolvem nossa cidade e nossos bairros. Neste sentido, esta primeira gestão será decisiva, pois saberemos então tanto o grau de interferência que pretendemos exercer quanto quais os tipos de ações que poderemos executar.

A Eleição
A eleição dos Conselheiros será em 8 (oito) de dezembro por voto popular, em locais a serem definidos pela Justiça Eleitoral. Cada eleitor poderá votar em até 5 (cinco) candidatos, sejam eles da sua ou de outra subprefeitura. A votação se dará mediante a apresentação do título de eleitor ou um documento de identidade com foto. Na Subprefeitura de Pinheiros são 30 vagas.
Área de Atuação
Cada Conselho Participativo atuará em sua subprefeitura, tratando dos problemas locais e associando-os às questões e políticas para a cidade. A Subprefeitura de Pinheiros abrange um território que vai desde o Shopping Morumbi até o Pq Villa Lobos, e desde a Marginal Pinheiros até o contorno da Queiroz Filho/Cerro Corá/Heitor Penteado/Dr. Arnaldo/ Paulista/Brigadeiro/Sto Amaro. Os Distritos são: Alto de Pinheiros, Pinheiros, Jardim Paulista e ItaimBibi.

A Missão
Uma vez instituído, o conselho terá a missão de ampliar a participação da sociedade civil nas discussões de políticas públicas, nas orientações de planejamento, na fiscalização dos gastos municipais e no acompanhamento das decisões tomadas pelos órgãos municipais. Isso deve exigir de cada conselheiro, além do conhecimento da região, grande capacidade de articulação com a sociedade civil organizada (associações de bairro. entidades etc), com os cidadãos comuns, e até entre os próprios conselheiros, representando diferentes Distritos.

O Compromisso
Assim sendo, este coletivo composto por 8 (oito) candidatos vem se manifestar, afirmando que todos os problemas, sejam locais ou relacionados a toda a cidade, grandes ou pequenos, simples ou complexos são importantes e devem ser considerados. Para tanto, assumimos os seguintes compromissos:
1- O coletivo se pauta por procedimentos e espírito público voluntário, sendo que, uma vez eleito, cada conselheiro deverá manter íntegros, os laços com aqueles que representa;
2- Para efetivamente ampliar a participação da sociedade civil nas discussões, os debates e as reuniões do Conselho não podem ficar restritas ou fechadas entre os seus membros;
3- Todos os esforços serão feitos para criar canais (virtuais e presenciais) para que a população possa se manifestar e ser ouvida. Reuniões com moradores, acompanhamento de representantes de bairros em órgãos públicos, visitas dos conselheiros a locais com problemas, debates de conselheiros com associações e entidades de bairros e outras formas de participação que poderão ser sugeridas ou solicitadas por moradores;
4- Encaminhar as solicitações aos órgãos competentes e quando for o caso submetê-los a avaliações coletivas;
5- Mapear os problemas e planejar as ações de forma participativa, levando em conta a profunda diversidade existente em nossa região.

Conclusão
Sabemos que muitos setores da cidade se encontram numa situação extremamente crítica, fruto de um agravamento contínuo durante muitos anos. A poluição do ar, a qualidade das águas, a grave situação do trânsito, as enchentes, a segurança e tantos outros temas exigirão avaliações técnicas e políticas que deverão resultar em medidas de médio, curto ou longo prazo para que possam ser efetivas e realmente adequadas à nossa realidade.
Faz parte de nossa missão, como conselheiros, candidatos ou cidadãos exercer o controle social sobre a atuação do poder público, combinando-o com o desenvolvimento de valores republicanos na administração pública e na sociedade. A partir dessa experiência inicial de democracia participativa poderemos avançar, tanto no seu aprimoramento, como na criação de outras formas de democracia direta, inclusive na adoção de uma ampla educação para a cidadania na cidade. Participar, na visão deste coletivo de candidatos ao Conselho Participativo, é contribuir para a ampliação e o aprimoramento da democracia em nosso país.

Compartilhe!